Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A presidente da Assembleia Constituinte, Delcy Rodríguez, em Santo Domingo, em 13 de setembro de 2017

(afp_tickers)

Quatro governadores da oposição, eleitos no dia 15 de outubro na Venezuela, prestaram juramento nesta segunda-feira (23) à Assembleia Constituinte, cedendo à exigência dos constituintes, que consideram ilegítimos.

"Governadores eleitos da Ação Democrática prestaram juramento e se subordinaram à @ANC_ve", assinalou a Constituinte no Twitter junto a uma foto na qual aparecem os quatro diante de Delcy Rodríguez, que preside o organismo.

Os quatro governadores pertencem à Ação Democrática, liderado pelo veterano parlamentar Henry Ramos Allup e um dos partidos que dominaram a política venezuelana até a chegada do chavismo ao poder em 1999.

São eles: Antonio Barreto, do estado de Anzoátegui (nordeste); Alfredo Díaz, de Nueva Esparta (nordeste); Ramón Guevara, de Mérida (oeste), e Laidy Gómez, de Táchira (oeste).

O opositor Juan Pablo Guanipa, eleito pelo estado de Zulia (oeste), lamentou a decisão de seus de seus companheiros de subordinar-se à Constituinte.

"Quando o povo te implora que não o abandone, a humilhação de um líder é um meio para conseguir liberdade", justificou-se Gómez no Twitter antes da cerimônia de juramento.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP