Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Setembro) A chanceler do Equador, María Fernanda Espinoza, e os representantes do governo (e) e do ELN nas negociações de paz, em Quito

(afp_tickers)

O governo da Colômbia e a guerrilha do Exército de Libertação Nacional (ELN) iniciaram nesta quarta-feira em Quito o quarto ciclo de negociações de paz, em meio a um histórico cessar-fogo bilateral.

"O quarto ciclo se inicia com bons augúrios", disse o diplomata Juan Meriguet em declaração divulgada pela chancelaria equatoriana.

Meriguet é o representante do Equador, que junto com Brasil, Cuba, Chile, Noruega e Venezuela acompanha como as negociações realizadas desde fevereiro em Quito.

Em setembro, ao fim da terceira rodada de diálogo, ambas as partes pactuaram pela primeira vez na história um cessar-fogo temporário que entrou em vigor no dia 1 de outubro e que se estenderá até janeiro.

O cessar-fogo é o maior avanço alcançado pelo governo do presidente Juan Manuel Santos e a guerrilha no contexto das negociações para pôr fim a um enfrentamento de mais de meio século.

"Esperamos que as cosas saiam como saíram até agora, com a confiança e o desejo de ambas as partes de conseguir a paz", disse Meriguet à AFP.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP