Navigation

Governo da Nicarágua afirma estar vencendo 'período tenebroso' de protestos

A vice-presidente da Nicarágua, Rosario Murillo, e seu marido e presidente, Daniel Ortega, em 9 de julho de 2018 em Manágua. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 10. julho 2018 - 21:51
(AFP)

A vice-presidente da Nicarágua, Rosario Murillo, defendeu nesta terça-feira a ação do governo para retirar barricadas e bloqueios de estradas montados por manifestantes, e declarou que o governo está vencendo um "período tenebroso" de protestos.

"Nosso governo está defendendo a paz, o direito à vida e à segurança (...), incluindo o direito à livre circulação de pessoas, veículos e mercadorias em todo território. Este é o nosso primeiro dever e estamos fazendo isto", argumentou Murillo em seu mensagem diária na mídia estatal.

Murillo, mulher do presidente Daniel Ortega, afirmou que o governo está reconstruindo centros "que foram destruídos pelo terrorismo nas semanas passadas, graças a Deus, em um período tenebroso que estamos deixando para trás".

A Nicarágua vive sob uma onda de protestos deflagrada com a reforma da Previdência, em 18 de abril, que depois se transformou em um movimento contra o presidente Ortega.

Até o momento, os protestos e a violenta repressão já deixaram 250 mortos.

"O compromisso do comandante Daniel Ortega é garantir o direito à segurança e à vida para (...) restaurar a tranquilidade que tínhamos" antes dos protestos, disse Murillo.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.