Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O deputado Luis Florido, em Caracas, no dia 21 de março de 2017

(afp_tickers)

O governo e a oposição da Venezuela vão retomar as negociações na República Dominicana para enfrentar a grave crise atravessa pelo país e buscar garantias diante das eleições presidenciais de 2018, anunciou nesta quinta-feira o deputado opositor Luis Florido.

"Queremos anunciar à Venezuela que estamos prontos para iniciar um processo de negociação e construir condições eleitorais para uma saída democrática. A chave eleitoral resolve a crise humanitária", afirmou Florido, delegado pela coalizão opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD).

Florido disse que a reunião, cuja data ainda deve ser definida, contará com a participação das Nações Unidas, do Vaticano e de um grupo de países selecionados por cada lado como facilitadores.

"O Chile, o México e o Paraguai foram selecionados pela MUD, e Bolívia e Nicarágua pelo governo", revelou o parlamentar, sublinhando a "disposição" do presidente dominicano, Danilo Medina, para sediar "uma negociação efetiva".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP