Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Foto tirada em 12 de setembro de 2017 mostra o conselheiro da Casa Branca, Jared Kushner, em Washington DC

(afp_tickers)

A Casa Branca iniciou uma investigação interna sobre o uso de e-mails privados em assuntos oficiais por parte de assessores do presidente Donald Trump, informou nesta quinta-feira o site Politico.

O governo está revisando o servidor da Casa Branca para detectar e-mails enviados ou recebidos de contas privadas destes assessores, revela o Politico, que cita quatro pessoas familiarizadas com a investigação.

Segundo o site, ao menos cinco funcionários da Casa Branca utilizaram e-mails privados para tratar de assuntos do governo: o genro do presidente Donald Trump e assessor presidencial, Jared Kushner, a filha do mandatário Ivanka, o assessor econômico Gary Cohn, o ex-conselheiro estratégico Steve Bannon e o ex-chefe de gabinete Reince Priebus.

A investigação começou esta semana, após o site informar que Kushner utilizava seu e-mail pessoal para tratar de assuntos oficiais.

O site destaca que a investigação interna poderá durar semanas ou até meses.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP