Navigation

Governo Maduro organiza show na fronteira Venezuela-Colômbia

Vista aérea da Ponte Tienditas, na fronteira entre Cúcuta, Colômbia e Táchira, na Venezuela, depois que as forças militares venezuelanas a bloquearam com contêineres em 6 de fevereiro de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 18. fevereiro 2019 - 18:44
(AFP)

O governo de Nicolás Maduro anunciou nesta segunda-feira um show de dois dias, em 22 e 23 de fevereiro, na fronteira da Venezuela com a Colômbia, em paralelo a um espetáculo com artistas internacionais organizado a favor da entrada de ajuda humanitária promovida pelo opositor Juan Guaidó.

"Recebemos uma proposta de um grande número de artistas venezuelanos que solicitaram uma reunião cultural, um grande concerto pela paz e pela vida com dois slogans: 'Para a guerra, nada' e ' Tirem as mãos da Venezuela", anunciou o ministro da Comunicação, Jorge Rodríguez.

Sem especificar quem participará, Rodriguez disse que o concerto será realizado na ponte Simón Bolívar, que liga San Antonio (Venezuela) e Cúcuta (Colômbia), e que enviará "uma mensagem de denúncia contra a brutal agressão a que estão tentando submeter o povo venezuelano".

Maduro se recusa a aceitar remessas de remédios e alimentos básicos enviados pelos Estados Unidos a pedido de Guaidó, reconhecido por 50 países como presidente interino da Venezuela.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.