Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um quadro com o retrato de Hugo Chávez é visto durante uma manifestação, em Caracas, no dia 22 de junho de 2016

(afp_tickers)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta quarta-feira (24) que seu governo fará um filme e uma série de televisão sobre a vida de Hugo Chávez e chamou de "abusadora" a produtora cinematográfica Sony Pictures, que também prepara um programa sobre o ex-líder.

"Decidimos fazer o filme e a série de Hugo Chávez a partir da terra e do espírito original. Não vai vir uma transnacional para desfigurar o nosso Hugo Chávez", denunciou Maduro, durante um ato oficial transmitido pela televisão pública.

No último dia 4 de maio, a Sony Pictures confirmou no Twitter o início das filmagens da série televisiva "Hugo Chávez, o comandante" e divulgou o cartaz promocional com o lema "o poder da paixão e a paixão pelo poder".

"Abusadores, filme de Hugo Chávez. Abusadores, porque sabem o impacto que Chávez tem no século XXI", acrescentou Maduro.

O filme será dirigido pelo dramaturgo venezuelano Román Chalbaud, e o roteiro ficará a cargo do escritor Luis Britto García.

"Nós temos o nosso Chávez original", afirmou Maduro.

Na produção da Sony Pictures, o ex-presidente será interpretado pelo ator colombiano Andrés Parra, que viveu o narcotraficante colombiano Pablo Escobar na série "Escobar, El patrón del mal" (Caracol Televisión, 2012).

Em meados de maio, o número dois do chavismo, Diosdado Cabello, criticou a produção internacional, afirmando que a série pretende danificar a imagem do líder socialista.

"É a provocação. Vocês acham que vão falar bem do comandante Chávez?", questionou Cabello, em seu programa semanal diante de um auditório cheio de chavistas e de militares vestidos com uniformes verde-oliva.

Cabello revelou, ainda, que ordenou que fossem feitas averiguações legais, alegando que a filmagem deveria contar com a autorização da família do carismático coronel.

Hugo Chávez faleceu em 2013, em consequência de um câncer, aos 58 anos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP