Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um grupo de homens foi gravado nadando em uma armadilha de crocodilos na Austrália

(afp_tickers)

Um grupo de homens foi gravado nadando em uma armadilha para crocodilos na Austrália, na mesma zona onde uma mulher foi morta por um destes répteis, o que causou revolta no país nesta terça-feira.

A polêmica surgiu após circular no Facebook fotos de quatro homens subindo na armadilha flutuante na região de Port Douglas, no estado de Queensland.

Imagens também mostram o grupo posando dentro da armadilha.

A exibição ocorreu na mesma zona onde Anne Cameron, uma mulher que sofria de demência, foi engolida por um crocodilo de 4,3 metros, há menos de duas semanas.

A prefeita de Port Douglas, Julia Leu, se disse "absolutamente surpresa com este comportamento estúpido e perigoso". "Me pergunto se estes caras estão concorrendo ao prêmio de idiotas do ano ou do século".

O ministro regional de Queensland, Steven Miles, também citou o incidente no Twitter: "Colocamos carne nestas armadilhas, para os crocodilos, não se pode pensar em nadar ali. Isto é estúpido e ilegal".

No norte da Austrália, os crocodilos de água salgada são parte da paisagem. Estes animais, que podem atingir até sete metros e pesar uma tonelada, matam duas pessoas a cada ano.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP