Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pessoas participam de manifestação para exigir a saída do presidente guatemalteco Otto Pérez, na Cidade da Guatemala, no dia 27 de agosto de 2015

(afp_tickers)

As autoridades guatemaltecas detiveram nesta segunda-feira uma ex-funcionária do órgão que arrecada impostos por envolvimento em um escândalo de corrupção fiscal que provocou a renúncia do presidente Otto Pérez, informou a Procuradoria.

Claudia Méndez, ex-intendente de Alfândegas da Superintendência de Administração Tributária (SAT), foi detida em sua casa na cidade de Mixco, anunciou a procuradora-geral, Thelma Aldana.

"Procedemos com a detenção de Claudia Mendez (...) sobre os crimes de formação de quadrilha, casos especiais de fraude fiscal e corrupção passiva", disse Aldana.

A ex-funcionária fazia parte de uma rede que recebia subornos de empresários para evasão fiscal, num escândalo revelado em 16 de abril pelo Ministério Público e pela Comissão Internacional contra a Impunidade na Guatemala (CICIG), órgão ligado à ONU.

O escândalo provocou uma onda de protestos no país, com uma multidão pedindo a renúncia do presidente Otto Pérez, o que acabou acontecendo em 2 de setembro.

AFP