Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, em Nova York, em 30 de maio de 2017

(afp_tickers)

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, pressionará o Congresso americano para que não reduza a contribuição financeira de Washington à ONU, já que isso criaria "um problema insolúvel", segundo ele.

"O projeto de orçamento apresentado no Congresso criaria um problema insolúvel para a gestão das Nações Unidas", declarou Guterres durante uma coletiva de imprensa na sede da ONU em Nova York. "O processo está em curso no Congresso e logo irei a Washington", acrescentou.

Guterres prevê viajar a Washington na semana que vem para expressar seu ponto de vista aos legisladores americanos, que aprovam o orçamento e podem mudar o projeto do presidente Donald Trump.

O Departamento de Estado propôs no mês passado reduzir em mais de 30% o orçamento destinado à diplomacia e à ajuda internacional, incluindo um corte de 60% dos fundos às missões de paz.

Os Estados Unidos são o maior contribuinte das Nações Unidas, com aportes equivalentes a 22% do orçamento básico de 5,4 bilhões de dólares, e 28,5% do orçamento das missões de manutenção da paz (7,9 bilhões de dólares).

AFP