Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(4 set) Simpatizantes dos partidos de oposição pedem em Porto Príncipe a anulação das legislativas de 9 de agosto

(afp_tickers)

Oito deputados e dois senadores foram eleitos nas legislativas do Haiti, que buscavam renovar a totalidade dos 119 deputados e 20 senadores do país, anunciou nesta segunda-feira o Conselho Eleitoral Provisório (CEP).

Devido à violência que dominou a jornada eleitoral de 9 de agosto, as eleições voltaram a ser realizadas em 24 das 119 regiões eleitorais, com quase três semanas de atraso em relação ao calendário eleitoral.

Na votação para as 119 cadeiras da Câmara dos Deputados, apenas oito candidatos venceram abertamente, e dos 20 postos para o Senado, apenas dois candidatos passaram no primeiro turno nas eleições do país mais pobre da América Latina.

O Haiti padece de uma instabilidade crônica e luta para se recupera de um terremoto devastador que causou a morte de mais de 250.000 pessoas em 2010 e deteriorou as infraestruturas da nação.

O Parlamento se dissolveu em 13 de janeiro depois que o termo dos legisladores não foi estendido e as câmaras legislativas ficaram vazias durante meses.

Estas são as primeiras eleições realizadas no Haiti desde que seu presidente Michel Martelly chegou ao poder em 2011.

O primeiro turno das presidenciais está programado para 25 de outubro e, nesse mesmo dia, será realizado o segundo turno das legislativas.

AFP