Navigation

Hamas comemora cancelamento de voos para Israel

Passageira no aeroporto internacional Ben Gurion, próximo a Tel Aviv afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 23. julho 2014 - 17:23
(AFP)

O movimento palestino Hamas classificou nesta quarta-feira de grande vitória o cancelamento de voos internacionais para Israel por temor de disparos de foguetes palestinos.

"O fechamento do espaço aéreo israelense é uma grande vitória para a resistência", declarou o porta-voz do Hamas, Sami Abu Zouhri, em um comunicado.

Um foguete disparado de Gaza caiu na terça-feira próximo ao aeroporto Ben Gurion de Tel Aviv, provocando a suspensão de voos das principais companhias aéreas americanas e europeias a partir e em direção a Israel, pela primeira vez desde a Guerra do Golfo (1990-1991).

A suspensão foi mantida nesta quarta-feira, 16º da ofensiva israelense lançada para parar os disparos de foguetes e destruir a rede de túneis do Hamas, que controla Gaza.

Desde o início da operação, em 8 de julho, cerca de 2.120 foguetes foram disparados contra Israel. Desses, 1.752 atingiram o território israelense e 433 foram interceptados pelo sistema antimíssil Iron Dome, segundo o Exército.

A ofensiva israelense já matou mais de 670 palestinos, a maioria civis, segundo a ONU.

Do outro lado, 34 israelenses foram mortos: 32 soldados em combates em Gaza e dois civis. Um terceiro civil, um estrangeiro cuja nacionalidade não foi revelada, também foi morto por um tiro palestino.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?