AFP

Ismail Haniyeh, novo chefe do Hamas, em Rafah, nos Territórios Palestinos, em 24 de fevereiro de 2017

(afp_tickers)

O novo chefe do Hamas, Ismail Haniyeh, anunciou nesta quinta-feira, na Faixa de Gaza, a prisão de um homem acusado de ter assassinado, por ordem de Israel, um de seus comandantes militares do movimento islamita palestino em março passado.

"Podemos anunciar que o assassino que executou as ordens dos oficiais dos serviços de segurança sionistas está em mãos dos serviços de segurança do Hamas", declarou Haniyeh.

O dirigente palestino se referia à misteriosa execução de Mazen Faqha, em 24 de março, na Faixa de Gaza. O movimento atribuiu o crime aos israelenses.

AFP

 AFP