Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Hollande e Merkel pediram a aplicação do acordo alcançado em 2 de junho, em Berlim, entre os ministros das Relações Exteriores francês, alemão, ucraniano e russo, para tentar obter um cessar-fogo duradouro.

(afp_tickers)

O presidente francês François Hollande e a chanceler alemã Angela Merkel mantiveram nesta sexta-feira uma teleconferência com o presidente ucraniano Petro Poroshenko, e reiteraram sua vontade de alcançar um cessar-fogo permanente na Ucrânia, informou a presidência francesa.

Hollande e Merkel "pediram a aplicação do acordo alcançado em 2 de junho, em Berlim, entre os ministros das Relações Exteriores francês, alemão, ucraniano e russo, para tentar obter um cessar-fogo duradouro", afirma o comunicado.

"Eles enfatizaram ante o presidente ucraniano a importância de organizar uma reunião do grupo de contato antes de 5 de julho, a fim de confirmar as condições do cessar fogo", acrescenta o texto.

"Recordaram igualmente a importância da libertação de todos os reféns", concluiu.

Poroshenko, por sua vez, propôs nesta sexta-feira que o grupo de contato sobre a crise ucraniana, composto por seu país, Rússia e OSCE, com a participação dos rebeldes, se reúna neste sábado, anunciou o gabinete da presidência ucraniana nesta sexta-feira.

Numa conversa por telefone com a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, Poroshenko propôs o lugar e a hora da reunião, decidida na quarta-feira, em Berlim, e espera agora a confirmação da outra parte, acrescentou a presidência em um comunicado.

AFP