Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Estupros e atos de sodomia são crimes severamente castigados na Malásia

(afp_tickers)

Um homem foi acusado na Malásia de 626 agressões sexuais contra sua filha de 15 anos, crimes pelos quais poderá ser condenado a mais de 12.000 anos de prisão.

A leitura de todo o processo contra este pai divorciado de 36 anos levou dois dias, terminando nesta quinta-feira.

Nas acusações, figuram 599 casos de sodomia, incestos, um estupro e outros crimes sexuais. O homem se declarou inocente.

Por cada caso de sodomia, o suspeito poderá pegar uma pena de 20 anos de prisão. Também deverá cumprir 20 anos de prisão por um caso de estupro e a mesma pena por outras 30 acusações de agressões sexuais.

O homem, que atuava na área de investimentos, foi detido em 26 de julho depois que a mãe da adolescente apresentou uma denúncia contra ele.

Estupros e atos de sodomia são crimes severamente castigados na Malásia.

Em 2015, um policial foi condenado a 100 anos de prisão por ter estuprado uma adolescente de 13 anos em um hotel da Ilha de Bornéu.

AFP