Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Seguranças vigiam os arredores da emissora

(afp_tickers)

O ataque executado nesta terça-feira por homens armados contra a emissora Shamshad TV em Cabul terminou, anunciou o canal, que retomou as transmissões.

"O ataque terminou. Segundo o comando das forças especiais, todos os funcionários que estavam no edifício foram resgatados", informou a emissora.

Um segurança morreu no ataque, segundo o porta-voz da polícia de Cabul, Basir Mujahid.

Um grupo de homens armados invadiu o prédio, onde estavam vários funcionários, informou à AFP uma testemunha.

"Vi nas câmeras de segurança três criminosos entrando no prédio da emissora. Atiraram no guarda e depois entraram. Começaram a lançar granadas e a atirar", afirmou o repórter Faisal Zaland, da Shamshad TV, que afirmou ter escapado por uma porta dos fundos do edifício.

A Shamshad TV, uma emissora em idioma pashtun que alcança todo o país, passou a exibir às 11H30 locais (3H00 de Brasília) uma imagem fixa ao invés de sua programação habitual.

O porta-voz dos talibãs, Zabiullah Muyahid, negou qualquer envolvimento do grupo insurgente com o ataque.

O ministério do Interior afegão indicou à AFP que abriu uma investigação, mas não divulgou detalhes.

O número de atentados aumentou consideravelmente este ano em Cabul, que no fim de maio sofreu o maior ataque de sua história, no qual morreram pelo menos 150 pessoas.

Três atentados, um deles contra uma mesquita xiita, deixaram 75 mortos nas últimas duas semanas de outubro na capital afegã.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP