Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O arranha-céu possui 73 andares, e é o quinto mais alto da cidade, situado no barulhento centro de Hong Kong

(afp_tickers)

Um arranha-céu de Hong Kong, de propriedade do magnata Li Ka-shing, um dos homens mais ricos da Ásia, foi vendido pelo valor recorde de 5,150 bilhões de dólares, anunciou a empresa nesta quarta-feira (1).

Há algumas semanas corriam boatos sobre a venda desse arranha-céu de 73 andares, o quinto mais alto da cidade, situado no barulhento centro de Hong Kong.

A companhia CK Asset Holdings de Li confirmou em comunicado enviado à Bolsa de Hong Kong que a venda de sua participação nesse edifício alcançou os 40,2 bilhões de dólares de Hong Kong (5,150 bilhões de dólares), um recorde para um prédio comercial na localidade, segundo a agência financeira Bloomberg.

Segundo o comunicado, o comprador é C.H.M.T. Peaceful Development Asia Property Limited, registrado nas Ilhas Virgens Britânicas.

Este consórcio é uma estrutura criada especialmente para essa aquisição, detalhou a CK Assets em sua nota.

Sua principal acionista é a China Energy Reserve and Chemicals Group, com sede na China, informou o jornal chinês South China Morning Post, citando fontes próximas à transação.

Os preços dos edifícios residenciais e comerciais de Hong Kong dispararam devido ao interesse dos investidores e empresários da China continental.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP