Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Huawei se declara "decepcionada" perante temores da UE

A gigante chinesa de telecomunicações Huawei se declarou "surpresa e decepcionada" com as declarações do vice-presidente da Comissão Europeia, Andrus Ansip

(afp_tickers)

A gigante chinesa de telecomunicações Huawei se declarou "surpresa e decepcionada" com as declarações do vice-presidente da Comissão Europeia, Andrus Ansip, que estimou que há razões para "preocupação" ante os riscos representados pela empresa à UE.

"Huawei está surpresa e decepcionada com os comentários", afirmou o grupo chinês em um comunicado.

"Rejeitamos categoricamente qualquer alegação de que podemos constituir uma ameaça à segurança", acrescentou.

O comissário europeu manifestou preocupação com a possibilidade de a Huawei ser forçada a divulgar dados sensíveis de seus clientes europeus, dadas as obrigações que a empresa tem com Pequim.

"É preciso se preocupar com a Huawei e outras empresas chinesas? Sim, acredito que devemos nos preocupar", afirmou Ansip.

Essas empresas são forçadas a "cooperar com os serviços de inteligência chineses". "Não é um bom sinal quando as empresas precisam abrir seus sistemas (operacionais) para os serviços secretos", acrescentou.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.