AFP

O primeiro-ministro húngaro, Victor Orban

(afp_tickers)

Milhares de pessoas manifestaram seu apoio à União Europeia (UE) e protestaram contra o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, em ato realizado neste domingo à noite (21) em Budapeste.

Orban é criticado pela UE pelo desrespeito às liberdades civis.

Uma multidão colorida de cerca de 3.000 pessoas se reuniu à beira do Danúbio para ouvir os discursos de ONGs que versavam sobre três temas principais: a proteção da liberdade de imprensa, a proteção das ONGs e a proteção da Universidade da Europa Central (CEU), financiada pelo magnata americano de origem húngara George Soros.

Soros é criticado pelo premiê húngaro, em virtude dos valores liberais propagados por intermédio das organizações financiadas por ele.

No fim dos discursos, a multidão caminhou até o prédio do Parlamento, a alguns quilômetros dali. A marcha seguiu acompanhada pela Polícia e por outros veículos dos próprios manifestantes, que cantavam músicas e palavras de ordem contra o governo de Orban.

"Democracia!", "Liberdade para a Hungria!", "Liberdade para as universidades!" gritavam os manifestantes. Muitas bandeiras da UE coloriam o mar de gente.

AFP

 AFP