Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O ministério húngaro das Relações Exteriores negou nesta sexta-feira que esteja fornecendo armas à Ucrânia, após um site afirmar que Budapeste entregou tanques T-72 a Kiev, o que motivou uma queixa de Moscou.

(afp_tickers)

O ministério húngaro das Relações Exteriores negou nesta sexta-feira que esteja fornecendo armas à Ucrânia, após um site afirmar que Budapeste entregou tanques T-72 a Kiev, o que motivou uma queixa de Moscou.

Em um comunicado divulgado na noite desta sexta-feira, Budapeste qualificou a informação do site de "infundada" e rejeitou a declaração da chancelaria russa segundo a qual a Hungria violou seus compromissos internacionais sobre exportação de armas.

A declaração russa cita o site húngaro pró-Moscou hidfo.net, que exibe fotos de tanques sobre trens que estariam a caminho da vizinha Ucrânia.

Segundo o ministério húngaro das Relações Exteriores, os tanques fotografados estavam sendo levados para um depósito militar na própria Hungria, como parte de uma operação logística.

"Este armamento não cruzou a fronteira e não têm nada a ver com os acontecimentos na Ucrânia", destacou a chancelaria.

Uma fonte do ministério da Defesa húngaro disse à AFP que as afirmações do hidfo.net são "ridículas".

AFP