Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A fabricante sul-coreana Hyundai apresentou seu modelo de veículo autônomo Ioniq na exposição Consumer Electronics (CES) de Las Vegas, em Nevada, no dia 4 de janeiro de 2017

(afp_tickers)

A fabricante sul-coreana Hyundai apresentou seu modelo de veículo autônomo Ioniq na exposição Consumer Electronics (CES) de Las Vegas.

O sedã de tamanho médio é um dos vários veículos autônomos que circulam pelas ruas da cidade.

"Ioniq é um carro normal, não um projeto científico", disse Mike O'Brien, vice-presidente da Hyundai para a América do Norte, durante uma demostração realizada para a AFP.

"Acreditamos na democratização da tecnologia", afirmou.

O veículo da Hyundai passa despercebido em meio a outros autônomos apresentados no grande evento de tecnologia, que inclui modelos caros com mais potência e acessórios luxuosos.

"Muitos fabricantes projetam veículos autônomos, mas a Hyundai pode disponibizliá-los a preços acessíveis para o consumidor médio", disse O'Brien.

Na demonstração, o Ioniq usou a seta, mudou de pista, parou no sinal vermelho, deu passagem a pedestres e freou quando um veículo à sua frente parou bruscamente.

No entanto, os testes mostraram que o sistema não é perfeito. Quando o Ioniq ficou atrás de um caminhão parado, o operador do veículo (como medida de precaução) teve que colocar a seta manualmente e ultrapassá-lo.

"É algo em que devemos continuar trabalhando", disse Andre Ravinowich, diretor de tecnologia da fabricante.

A Hyundai não informou uma data para o início das vendas do Ioniq, mas outros fabricantes pretendem lançar seus veículos até 2020.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP