AFP

No total, os jornais impressos, as revistas e o setor editorial perderam 333.781 vagas de emprego

(afp_tickers)

A quantidade de funcionários dos jornais impressos dos Estados Unidos diminuiu 57,8% entre janeiro de 2001 e setembro de 2016, com 238.000 empregos suprimidos, de acordo com números fornecidos pelo departamento americano de Trabalho.

Durante o mesmo período, a quantidade de empresas do setor caiu em 18%, de 9.310 a 7.623.

As revistas também foram atingidas por causa das profundas mudanças que afetam o mundo dos meios de comunicação, com um diminuição de 42,4% em seus lucros em um período de 15 anos.

A rádio apresentou uma melhor resistência, e em 2016 empregava 23,5% a menos que em janeiro de 2001.

Quanto à televisão, após queda de 14,5% entre os anos de 2001 e 2009, desde então tem se recuperado, com uma alta de 13,5% no número de funcionários desde novembro de 2009.

O setor editorial registrou, por sua vez, uma queda de 29,1% na quantidade de pessoas empregadas entre os anos de 2001 e setembro de 2016.

No total, os jornais impressos, as revistas e o setor editorial perderam 333.781 vagas de emprego, ou seja, o equivalente à metade de seus lucros (50,2%) em 15 anos.

AFP

 AFP