AFP

A notícia da eleição do novo presidente sul-coreano Moon Jae-In foi divulgada com dois dias de atraso na Coreia do Norte

(afp_tickers)

A imprensa estatal norte-coreana informou o resultado da eleição presidencial na Coreia do Norte, onde Moon Jae-In, favorável a uma aproximação com Pyongyang foi o vencedor, em uma nota divulgada com dois dias de atraso, mas que deu um espaço inédito ao noticiário atual procedente de Seul.

A agência oficial KCNA publicou na quinta-feira um telegrama de quatro frases sobre a vitória de Moon.

"Mun Jae-In (...) foi eleito para ser o 19º 'presidente' com 41% dos votos", afirma, utilizando o sistema de transcrição McCune-Reischauer, que vigora no norte da península.

Quando a presidente destituída Park Geun-Hye foi eleita em 2012, a informação ficou reduzida a apenas uma linha, que não mencionava o nome da vencedora nem o resultado da eleição.

Depois da vitória nas eleições antecipadas, convocadas pelo impeachment de Park, que é julgada por corrupção, Moon tomou posse e prometeu trabalhar pela paz na península.

A respeito do escândalo de corrupção que abalou o país vizinho e levou Park à prisão, a agência KCNA explicou que "as eleições aconteceram de maneira antecipada antes do fim do mandato já que a traidora Park Geun Hye foi destituída de seu cargo ante o clamor unânime dos sul-coreanos depois de ter cometido crimes sem precedentes na história da Coreia do Sul".ckp/slb/mtp/an/fp

AFP

 AFP