AFP

No atentado, depois de atropelar várias pessoas, o veículo se chocou com uma loja

(afp_tickers)

Vários meios de comunicação suecos identificaram neste domingo o suposto autor do atentado registrado na sexta-feira em Estocolmo como Rajmat Akilov, um trabalhador e pai de família uzbeque, que estava no país clandestinamente.

Os jornais Expressen e Aftonbladet foram os primeiros a publicar o nome do suspeito e fotos desfocadas de sua imagem.

Na sexta-feira, um caminhão avançou contra várias pessoas em uma das ruas de pedestres mais movimentadas do centro de Estocolmo, deixando quatro mortos. Poucas horas depois, a polícia deteve um suspeito.

Os investigadores o identificaram como um uzbeque de 39 anos que deveria ter sido expulso da Suécia depois que as autoridades negaram seu pedido de visto de residência.

Segundo fontes próximas à investigação citadas pela imprensa, o suspeito, ainda ferido e cheio de sangue, fugiu do local e se dirigiu à estação central do metrô, aproveitando a confusão.

AFP

 AFP