Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Jovens testam em Pequim a função de reconhecimento facial do iPhone X

(afp_tickers)

O iPhone X fez sua estreia mundial nesta sexta-feira nas lojas da Apple na Ásia, para delírio dos fãs, que não se assustaram com o preço elevado do smartphone da empresa americana.

Ao mesmo tempo, a gigante americana anunciou um aumento de quase 20% do lucro trimestral, o que provocou uma alta de mais de 3% da ação da empresa, a 173,20 dólares.

A capitalização na Bolsa da Apple, que já era líder mundial neste ranking, chega a 890 bilhões de dólares.

O iPhone X chega às lojas em 50 países: os primeiros fãs a receber o produto, por conta do fuso horário, foram os da região Ásia-Pacífico.

O aparelho é vendido por 1.100 dólares em sua versão mais barata.

O novo celular da Apple, que tenta convencer os clientes e os especialistas sobre sua capacidade para inovar em um mercado de grande concorrência, apresenta mudanças em relação aos modelos anteriores.

O iPhone X inclui reconhecimento facial, carregamento sem fio e uma tela "edge-to-edge" (que ocupa toda a parte frontal do aparelho) do tipo OLED.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP