Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O Irã deteve 27 pessoas suspeitas de planejar atentados para o grupo extremista Estado Islâmico (EI)

(afp_tickers)

O Irã deteve 27 pessoas suspeitas de planejar atentados para o grupo extremista Estado Islâmico (EI), das quais 10 foram presas em outro país da região do Golfo, indicou o Ministério de Inteligência nesta segunda-feira.

"Agentes da Inteligência conseguiram identificar e deter um grupo terrorista vinculado ao Daesh [acrônimo árabe do EI], que tentou executar ataques terroristas nas províncias do centro e em cidades religiosas", informou o Ministério em um comunicado.

Dez dos suspeitos foram detidos no exterior "graças a trocas de informação com um dos serviços de Inteligência da região", acrescentou o comunicado, sem detalhar de qual país se tratava.

Esses 10 presos tentavam introduzir no Irã armas e munições escondidas em eletrodomésticos.

Teerã sofreu um incomum atentado duplo em 7 de junho, reivindicado pelo EI, no qual homens armados e suicidas atacaram o Parlamento e o mausoléu do fundador da República Islâmica, o aiatolá Ruhollah Khomeini, deixando 17 mortos.

As forças de segurança iranianas prenderam desde então dezenas de pessoas suspeitas de manter relações com o grupo extremista e asseguraram ter matado o instigador dos atentados de junho.

AFP