Navigation

Irã planeja comprar dois milhões de doses da vacina da Pfizer

Um grupo de iranianos espera a vez de ser vacinado contra o coronavírus, em um centro de vacinação instalado dentro do Iran Mall, na capital Teerã, em 14 de agosto de 2021 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 21. setembro 2021 - 18:52
(AFP)

O Irã está considerando comprar dois milhões de doses da vacina norte-americana-alemã Pfizer / BioNTech, disse nesta terça-feira (21) um alto funcionário de saúde do país, onde o número de infecções diárias e mortes está diminuindo relativamente.

Segundo Mohammad-Reza Shanehsaz, diretor da entidade reguladora de alimentos e medicamentos do Irã, citado pela agência de notícias Fars, um contrato está em elaboração para a importação das doses.

“Atualmente, seis vacinas receberam luz verde: Sputnik, AstraZeneca, Sinopharm, Bharat, Pfizer a produzida na Bélgica e a Johnson & Johnson produzida na Alemanha”, acrescentou. As autoridades também aprovaram o uso emergencial de duas vacinas produzidas localmente.

Segundo a mídia iraniana, o país recebeu mais de 60 milhões de doses de vacinas, principalmente da China.

O Irã, o país mais atingido pela pandemia no Oriente Médio, registrou mais de 5,4 milhões de casos de infecção e quase 118.000 mortes desde o início da pandemia, segundo dados do Ministério da Saúde divulgados na terça-feira.

No entanto, nos últimos dias, o número de infecções e mortes começou a diminuir, depois de vários recordes históricos em agosto.

Várias autoridades iranianas admitem que as estatísticas estão muito sub-notificado.

O Irã enfrenta uma nova onda da doença, principalmente devido à variante delta, altamente contagiosa.

Mais de 30 milhões de pessoas no Irã receberam a primeira dose e 14,1 milhões estão totalmente vacinadas (em uma população de cerca de 83 milhões de habitantes).

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?