Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O assentamento israelense de Nof Zion

(afp_tickers)

Autoridades israelenses aprovaram nesta quarta-feira a construção de 176 casas para judeus em um bairro palestino de Jerusalém Oriental ocupada e anexada, informou à AFP o vice-prefeito da cidade.

Com esta ampliação, a colônia de Nof Zion, que já tem 91 casas, será o maior assentamento israelense dentro de um bairro palestino da cidade, e inclusive da Cisjordânia, de acordo com a organização Peace Now e várias ONGs.

A decisão sobre este assentamento, localizado no bairro palestino de Jabel Mukaber de Jerusalém Oriental, foi aprovada por uma comissão do município, anunciou o vice-prefeito Meir Turjeman.

Muitos assentamentos, sobretudo na Cisjordânia, estão localizados fora das zonas residenciais dos palestinos e são muito maiores que Nof Zion.

A situação de Jerusalém é especialmente delicada e representa uma questão central do conflito entre israelenses e palestinos.

Israel ocupou Jerusalém Oriental na Guerra dos Seis Dias de 1967 e depois anexou a área, um ato nunca reconhecido pela comunidade internacional.

Considera toda a cidade como sua capital indivisível, enquanto os palestinos desejam que o setor oriental se transforme na capital de seu futuro Estado.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP