AFP

Palestino tira foto de cratera aberta, segundo a polícia local, por ataque aéreo israelense, em Gaza em 16 de março de 2017

(afp_tickers)

Israel bloqueia o acesso à Faixa de Gaza aos funcionários de organizações humanitárias e impede as investigações neste território controlado pelo movimento islamita Hamas, denunciou a organização Human Rights Watch (HRW).

O grupo de defesa dos direitos humanos afirma em um relatório que "Israel impede sistematicamente que seus analistas se desloquem a Gaza ou saiam deste local, embora os serviços de segurança israelenses não tenham nada a censurar em termos de segurança".

A HRW informa que recebeu apenas uma vez desde 2008 a autorização para que trabalhadores estrangeiros possam entrar em Gaza a partir de Israel.

A organização com sede em Nova York destaca que o acesso é crucial para que os investigadores possam avaliar as acusações sobre violações aos direitos humanos no território, especialmente durante a guerra com Israel em 2014.

O Tribunal Penal Internacional (TPI) abriu um inquérito em 16 de janeiro para fazer "um exame preliminar sobre a situação na Palestina" e determinar se as acusações sobre crimes de guerra, feitas por várias partes, justificam a abertura de uma investigação.

AFP

 AFP