Navigation

Israel intercepta foguetes sobre Tel Aviv

Três foguetes foram interceptados neste sábado à noite no céu da capital econômica de Israel, Tel Aviv, informaram o Exército e a televisão israelense, que mostrou imagens de bolas de fogo. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 12. julho 2014 - 20:49
(AFP)

Três foguetes foram interceptados neste sábado à noite no céu da capital econômica de Israel, Tel Aviv, informaram o Exército e a televisão israelense, que mostrou imagens de bolas de fogo.

"Três foguetes foram interceptados sobre a metrópole de Tel Aviv. Um quarto atingiu uma zona desabitada perto de Rishon Letzion" no centro de Israel, afirmou o Exército em um comunicado.

"Houve vários disparos simultâneos de foguetes contra Tel Aviv e em direção ao centro do país", declarou à AFP o porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, acrescentando que nenhum impacto foi registrado até o momento.

O braço armado do movimento islâmico palestino Hamas, as Brigadas Ezzedin al-Qassam, divulgou um comunicado, às 20h00 (14h00 de Brasília) deste sábado, lido em hebraico e em árabe na emissora de televisão do Hamas. No pronunciamento, as Brigadas anunciaram o lançamento de um foguete J-80 sobre Tel-Aviv, às 21h00 (17h00 de Brasília).

A televisão israelense, que transmitiu os ataques ao vivo do porto de Tel Aviv, mostrou os moradores correndo em busca de abrigo e, depois, retomando suas atividades aos poucos.

Os projéteis foram interceptados pelo sistema de defesa antimísseis de Israel.

As sirenes também soaram para alertar a respeito de disparos de foguetes contra a colônia de Bet-El, ao norte de Ramallah, na Cisjordânia ocupada.

No início da noite, explosões ecoaram no céu de Jerusalém, a cerca de 80 km de Gaza. Os três projéteis foram abatidos na Cisjordânia ocupada, onde há várias colônias israelenses. Uma casa foi atingida, mas não há vítimas.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.