Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Israel decidiu não enviar uma delegação ao Cairo para as negociações por um cessar-fogo na Faixa de Gaza, indicou um alto funcionário israelense neste sábado.

(afp_tickers)

Israel decidiu não enviar uma delegação ao Cairo para as negociações por um cessar-fogo na Faixa de Gaza, indicou um alto funcionário israelense neste sábado.

Esse anúncio confirma informações da imprensa local segundo as quais o gabinete de segurança, que reúne os principais ministros em torno do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, havia decidido não enviar ninguém ao Cairo.

"Um acordo não interessa ao Hamas, que apenas brincou com a comunidade internacional", indicou a rádio do Exército, citando uma autoridade política.

Discussões estavam previstas na capital egípcia após o anúncio feito na madrugada de sexta-feira de um cessar-fogo aceito pela primeira vez por Israel e pelo Hamas.

Israelenses e palestinos deveriam discutir em separado com os egípcios, acompanhados pelos americanos, com o objetivo de concluir um acordo para suspender as hostilidades de forma duradoura.

Mas o cessar-fogo foi por terra na sexta-feira, assim como as chances de negociações no Cairo.

Uma delegação palestina chegou neste sábado ao Cairo para se reunir com autoridades egípcias no dia seguinte. Ela conta principalmente com Majed Faraj, chefe da segurança da Autoridade Palestina, que deve ser acompanhado por integrantes do Hamas.

Do lado americano, o enviado ao Oriente Médio Frank Lowenstein é aguardado na capital egípcia.

AFP