Navigation

Israel reduz equipe diplomática na Turquia após manifestações

Manifestantes atiram pedras contra a embaixada de Israel na Turquia afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 18. julho 2014 - 12:45
(AFP)

Israel decidiu nesta sexta-feira reduzir sua equipe diplomática na Turquia após violentas manifestações anti-israelenses em Istambul e Ancara, afirmou à AFP um porta-voz da embaixada israelense.

"Como consequência das manifestações de ontem, foi decidido reduzir os funcionários diplomáticos na Turquia", disse.

A retirada inclui as famílias dos diplomatas, acrescentou a fonte.

A Turquia havia expulsado o embaixador de Israel e chamado para consultas o seu neste país em 2011 em resposta ao ataque em 2010 de um comando israelense ao "Mavi Marmara", um barco turco de uma flotilha humanitária internacional que tentava romper o bloqueio israelense a Gaza.

Dez ativistas turcos morreram neste ataque, que provocou uma grande deterioração nas relações entre os dois países, outrora aliados regionais.

O número de diplomatas israelenses na Turquia já havia caído consideravelmente desde esta data.

Centenas de manifestantes turcos convocados por organizações islamitas atacaram na manhã desta sexta-feira o consulado geral de Israel no centro de Istambul, provocando uma intervenção das forças de segurança, que utilizaram bombas de gás lacrimogêneo e jatos de água.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.