Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Maio) Imigrantes ilegais resgatados pela guarda-costeira líbia chegam a uma base naval de Trípoli

(afp_tickers)

O Parlamento italiano aprovou nesta quarta-feira uma missão naval em águas territoriais líbias para dar apoio técnico à Guarda Costeira da Líbia na luta contra os traficantes de pessoas no Mediterrâneo.

A presença de unidades navais italianas em águas territoriais líbias deveria reduzir o fluxo de imigrantes que zarpam das costas da Líbia.

A Câmara dos Deputados aprovou a missão com 328 votos a favor, 113 contra e 22 abstenções.

A Itália enviará em um primeiro momento um "navio logístico" (para administração e manutenção) e uma "patrulha", explicou a ministra da Defesa, Roberta Pinotti.

Em caso de ataque, a missão militar italiana poderá responder com força. mas de maneira "limitada", ressalta a resolução.

"A Itália não tem nenhuma intenção de realizar um bloqueio naval, o que seria considerado um ato hostil", afirmou a ministra, antes de ressaltar que esta é uma resposta à "solicitação de apoio e assistência da Guarda Costeira da Líbia".

A área de ação será definida de maneira conjunta com as autoridades líbias.

AFP