Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

James Bond deixou de fumar há 14 anos, mas continua exposto aos riscos do tabagismo passivo devido ao hábito de fumar das suas numerosas conquistas sexuais, alertaram pesquisadores nesta terça-feira

(afp_tickers)

James Bond deixou de fumar há 14 anos, mas continua exposto aos riscos do tabagismo passivo devido ao hábito de fumar das suas numerosas conquistas sexuais, alertaram pesquisadores nesta terça-feira.

Dois especialistas em saúde pública decidiram colocar em evidência os perigos do fumo enfrentados pelo mítico agente secreto do cinema ou pelas pessoas reais que o tomam como modelo.

A persistência do tabagismo nessas aventuras continua sendo problemática do ponto de vista da saúde pública, principalmente levando em conta a popularidade dos filmes da saga Bond, constataram os especialistas após analisar 24 filmes.

Embora tenha abandonado o cigarro, 007 continua exposto aos riscos do tabagismo por se encontrar com fumantes, advertiram os autores, Nick Wilson e Anne Tucker (Universidade Otago de Wellington, Nova Zelândia), na revista especializada Tobacco Control.

Os pesquisadores observaram níveis altos de exposição de James Bond ao fumo passivo, em especial com o inevitável cigarro após o sexo. Uma das suas parceiras chega a apoiar o cinzeiro em seu peito nu.

O risco é atenuado, porém, "pela natureza geralmente breve de seus relacionamentos", afirmam os pesquisadores.

Bond fumava principalmente nos anos 1960 - em cinco dos seis filmes dessa década - e deu seu último trago em 2002, em "007 - Um novo dia para morrer".

Os acessórios do espião vinculados ao tabaco, como o cigarro que esconde um foguete em seu interior, se tornaram menos frequentes com o passar do tempo.

Mas suas parceiras sexuais que fumam aparecem até 2012, em "007 - Operação Skyfall".

O hábito de fumar de Bond no passado parece contradizer a necessidade de ter uma boa condição física para sua profissão, mas está em sintonia com uma vida cheia de riscos.

Afinal, 007 se esquivou de milhares de balas, bebeu muitos martínis e dirigiu em alta velocidade, destacam os autores. Sem contar que suas amantes às vezes tentam machucá-lo, capturá-lo ou inclusive matá-lo.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP