A consagrada atriz Jane Fonda foi detida nesta sexta-feira (11) em frente ao Congresso americano, onde protestava contra as mudanças climáticas e exigia medidas para proteger o meio ambiente.

A estrela e ativista de 81 anos foi detida depois de 10 minutos de protestos na escadaria do Capitólio, sede do Congresso americano, segundo exibido por um vídeo postado na página da atriz no Facebook.

"Hoje, a Polícia do Capitólio dos Estados Unidos deteve 216 pessoas por se manifestarem ilegalmente na face leste do Capitólio dos Estados Unidos", informou uma porta-voz da Polícia em um comunicado, que não identificou os detidos.

Vestindo um casaco vermelho intenso, Fonda repetiu lemas de ação climática antes de ser algemada e saudada pelos manifestantes.

Recentemente, Fonda declarou ao jornal Los Angeles Times que se mudaria para Washington por quatro meses para apoiar os protestos, comprometida totalmente com a luta contra o aquecimento global com uma paixão similar à da adolescente sueca e ativista pelo clima, Greta Thunberg.

Dirigindo-se a um pequeno grupo antes de ser detida, Fonda denunciou a "crise provocada pelo homem" e disse que ela e outros ativistas voltariam ao Capitólio "toda sexta-feira às 11h00, chova ou faça sol ou neve ou caia uma tempestade ou o que for" para uma série de manifestações.

"Esta é uma crise coletiva que exige uma ação coletiva agora", disse.

As mudanças no clima viraram um tema de destaque na política americana e vários candidatos que querem a nomeação presidencial democrata 2020 lançaram ambiciosas plataformas de ação climática.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.