Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(2013) Agricultores plantam arroz a 15km da usina nuclear de Fukushima

(afp_tickers)

O Japão retomará as exportações de arroz cultivado em Fukushima pela primeira vez desde que o temor de contaminação pelo desastre nuclear interrompeu as vendas ao exterior.

A Federação Nacional de Associações de Cooperativas Agricultoras (Zen-Noh) anunciou que enviará 300 quilos de arroz a Cingapura.

De acordo com um dirigente da federação, a procedência do arroz será especificada e não será misturado com outros produtos. Os grãos foram cultivados entre 60 e 80 quilômetros ao oeste da central nuclear de Fukushima, que sofreu um grave acidente em 2011.

Esta será a primeira exportação de arroz da região desde 2012, quando foram enviadas 17 toneladas a Hong Kong, segundo o governo de Fukushima.

"Apesar de nossos esforços para explicar que os produtos agrícolas de Fukushima são seguros, até agora não havíamos encontrado compradores", disse uma fonte da Zen-Noh.

Fukushima era uma importante zona agrícola, com o cultivo sobretudo de arroz, pêssegos e maçãs, até a tragédia de 2011, quando um tsunami afetou os reatores da central nuclear e provocou vazamentos radioativos.

Milhares de pessoas foram obrigadas a abandonar a região e várias parcelas de terra deixaram de receber plantações.

Em 2012 as exportações de pêssegos e maçãs foram retomadas para a Tailândia e, ano passado, para a Malásia.

AFP