Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Quase 20 pessoas morrem por ano no Japão por picadas de abelha

(afp_tickers)

Uma japonesa de 87 anos morreu depois de levar 150 picadas de abelha, indicou nesta sexta-feira um bombeiro, depois que os serviços de emergência não conseguiram ajudá-la.

Um enxame de abelhas atacou Chieko Kikuchi, que se movia em cadeira de rodas, quando volta para casa na companhia de um cuidador.

Ele chamou os bombeiros, que não puderam chegar perto da idosa porque o enxame de abelhas era muito denso e não tinham equipamentos de proteção.

A mulher, que sofreu os ataques dos insetos durante cerca de 50 minutos, foi conduzida depois ao hospital onde morreu no dia seguinte, disse o bombeiro.

"Era uma operação inusual para nós", admitiu essa fonte.

A morte ocorreu em meados de setembro, mas só foi divulgada nesta sexta-feira, ao virar manchete dos jornais locais.

Um diretor de uma agência florestal explicou que as abelhas costumam atacar as pessoas quando suas colmeias são danificadas.

Quase 20 pessoas morrem por ano no Japão por picadas de abelha, segundo a televisão pública NHK.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP