Navigation

Jejum do Ramadã começa no próximo domingo nos países do Golfo

A Arábia Saudita, que aplica uma versão rígida do Islã, renova todos os anos esta advertência antes do Ramadã. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 27. junho 2014 - 20:44
(AFP)

O Ramadã, o mês do jejum muçulmano, começa neste domingo, 29 de junho, na Arábia Saudita e em seus vizinhos do Golfo, assim como no Egito, na Síria e no Sudão, anunciaram as autoridades religiosas desses países.

Como a lua crescente, que anuncia o início do Ramadã, pôde ser observada apenas nesta sexta-feira, o mês do jejum começará somente no domingo, informou a televisão pública saudita Al-Ekhbariya, citando autoridades religiosas do reino.

Outras monarquias do Golfo, como os Emirados Árabes Unidos, o Kuwait, o Catar e o Bahrein, também anunciaram o início do Ramadã para este domingo. No Líbano, o Dar el-Fatwa (autoridade religiosa sunita) fez um anúncio similar. A mesma data valerá para Argélia e Tunísia.

Já no Iêmen as autoridades declararam que o jejum começa amanhã, sábado.

Segundo a tradição, é a observação a olho nu da nova lua que aponta o início do Ramadã. Nesse intervalo, os fiéis não podem beber, comer, fumar e manter relações sexuais do nascer até o pôr-do-sol.

O Ramadã é sagrado para os muçulmanos. Nesse mês, o Corão foi revelado ao profeta Maomé.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.