Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Vista do Estádio Azteca

(afp_tickers)

"Parecia que tudo iria cair", relatou o jogador paraguaio do América Cristhian Paredes sobre os momentos de angústia que viveu no Estádio Azteca durante o terremoto de 7,1 graus que sacudiu o México nesta terça-feira.

"Graças a Deus estamos bem", assinalou Paredes em declarações à Rádio Monumental de Assunção.

"Parecia que tudo iria cair. Estava com Pablo (Aguilar, também paraguaio) no vestiário e tivemos que correr até o gramado para ficarmos a salvo", revelou o meia, de 19 anos.

Aguilar revelou que saiu "correndo do vestiário para o campo", recordando que não estava completamente vestido.

o zagueiro paraguaio Miguel Samudio, também do América, revelou no Twitter que "graças a Deus minha família e eu estamos bem (...). #FuerzaMéxico".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP