Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

The offices of the Chicago Sun-Times, which struck a deal to sell its assets to an investor group, reportedly for $1

(afp_tickers)

O Chicago Sun-Times, o mais antigo jornal da cidade, publicado diariamente e vencedor de oito prêmios Pulitzer, foi vendido a um grupo de investidores, supostamente por US$ 1,00.

O jornal, fundado em 1944, informou nesta quinta-feira que foi comprado por um grupo de investimentos liderado pelo ex-conselheiro de Chicago Edwin Eisendrath e uma coalizão de sindicatos.

O Sun-Times não forneceu detalhes, mas o concorrente Chicago Tribune e outros meios de comunicação informaram que a venda foi concluída por US$ 1,00.

No início deste ano, a matriz do Tribune, Tronc, fez uma oferta de compra ao Sun-Times. Mas o acordo enfrentou a oposição do Departamento de Justiça, que argumentou que a compra criaria o monopólio dos dois grandes jornais em Chicago.

Embora o acordo desta semana tenha sido concluído por US$ 1, os investidores precisaram encontrar US$ 11,2 milhões para continuarem operando, informou o Sun-Times.

O acordo ressalta os problemas profundos do setor jornalístico dos Estados Unidos, onde os veículos sofreram forte desvalorização nas duas últimas décadas em meio a uma mudança de leitores para plataformas online.

O atual proprietário do Sun-Times, Wrapports, comprou o jornal em 2011 por um valor estimado de US$ 20 milhões.

AFP