Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A entrada do prédio do New York Times em 8 de março de 2011

(afp_tickers)

Um jornalista do New York Times que corre o risco de ser preso por não revelar a identidade de sua fonte em um caso envolvendo a CIA recebeu nesta quarta-feira o prêmio Herbert Block de liberdade de expressão.

O jornalista James Risen ganhou o prêmio Herbert Block por ter "arriscado sua própria liberdade para proteger os princípios essenciais de uma imprensa verdadeiramente livre", informou o sindicato Newspaper Guild.

O sindicato recordou que a Procuradoria Federal exige de Risen, desde 2006, a confirmação da identidade de um homem que seria a fonte de seu livro "State of War", sobre a CIA e o governo de George W. Bush.

Risen se negou a revelar a fonte de um capítulo sobre uma desastrada operação da CIA no Irã e ainda corre o risco de ser detido, por desacato.

A questão é considerada fundamental para se avaliar o estado da liberdade de imprensa nos Estados Unidos.

No início de junho, o Supremo Tribunal dos Estados Unidos se negou a intervir neste caso, o que provocou críticas da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP).

"Com seu livro, James Risen fez o que fazem os grandes jornalistas", disse o presidente do sindicato Newspaper Guild-CWA, Bernie Lunzer.

O prêmio, de 5 mil dólares, tem o nome do cartunista do Washington Post Herbert Block, falecido em 2001 e conhecido defensor da liberdade de imprensa.

AFP