Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Oficiais de polícia investigam a cena do crime na casa de Gauri Lankesh, em Bangalore, em 5 de setembro de 2017

(afp_tickers)

Uma conhecida jornalista indiana, Gauri Lankesh, foi assassinada a tiros por assaltantes em uma motocicleta em Bangalore, sul do país, informou o governador do estado de Karnataka.

"Absolutamente consternado ao saber do assassinato da célebre jornalista Gauri Lankesh. Não tenho palavras para condenar este crime odioso", escreveu no Twitter o governador Siddaramaiah.

Redatora-chefe de um tabloide, Gauri Lankesh era muito crítica com os nacionalistas hindus.

A jornalista abriu a porta de sua residência em Bangalore quando assaltantes em uma moto a mataram depois de dispararem dois tiros no peito e um na cabeça, informou a agência de notícias Press Trust of India (PTI).

"Falei com o diretor-geral da polícia e lhe encomendei que realize uma investigação rápida e profunda para levar os autores à justiça", acrescentou o governador.

No estado meridional de Karnataka houve vários assassinatos de ativistas e de professores universitários.

Segundo a ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF), a Índia ocupa o posto 136º na classificação mundial da liberdade de imprensa.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP