Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Sede da rádio russa onde a jornalista foi atacada

(afp_tickers)

Uma jornalista russa da rádio Eco de Moscou, crítica do Kremlin, foi esfaqueada nesta segunda-feira por um desconhecido que entrou na redação e a agrediu, informou o chefe da redação, Alexei Venediktov, à AFP.

Tatiana Felguengauer foi hositalizada, segundo a fonte.

O agressor atacou o guarda de segurança do prédio que fica no centro de Moscou e depois se dirigiu à redação, onde esfaqueou Tatiana Felguengauer no pescoço, segundo a mesma fonte.

"Não está claro quem é este homem", acrescentou Venediktov, dizendo que a segurança da rádio conseguiu detê-lo e entregá-lo à polícia.

A rádio Eco de Moscou, a primeira rádio livre criada em 1990 antes da queda da URSS, passou para o controle do grupo público Gazprom em 2001, um ano depois da chegada de Vladimir Putin ao poder.

A rádio consegue se manter como a principal emissora russa e oferece visões independentes em um setor onde os principais meios de comunicação estão sob controle.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP