Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Manifestante ergue cartaz em protesto contra o governo Dilma na praia de Copacabana

(afp_tickers)

"Viva Sérgio Moro!": um grito repetido nas manifestações deste domingo por todo o Brasil por quem apoia o trabalho do juíz que conduz com mão de ferro o julgamento do mega-escândalo de corrupção da Petrobras.

Nos protestos convocados em várias cidades contra o governo, podia-se ver dezenas de cartazes com mensagens como "Obrigado, Sérgio Moro", "Je suis Sérgio Moro", "Somos todos Moro" ou "Força, Sérgio Moro".

"Juiz Sérgio Moro, o cidadão brasileiroo está orgulhoso de você. Fora Dilma, fora PT", dizia uma enorme bandeira que se estendeu pela Avenida Paulista.

"Acompanhei todo o caso Lava Jato e o juiz Moro é a salvação do país", disse à AFP José Freitas, de 88 anos, que carregava o cartaz amarelo com letras pretas e vermelhas que dizia "Sérgio Moro, Brasil está contigo".

Moro, de 43 anos, é juiz federal em Curitiba e está à frente dos processos penais derivados da Operação Lava Jato, que trouxe à tona uma complexa rede de corrupção na Petrobras.

"Admiro o juiz porque está enfrentando gente com muito dinheiro e poder. Seguramente tentaram comprá-lo, mas ele não se deixou corromper. Poucos são como ele", opinou, em São Paulo, Rubia Cravo Teixeira dos Santos, de 48 anos.

Em Brasília, um homem enrolado na bandeira do Brasil vestia uma camiseta amarela com o rosto do juiz impresso no peito juntamento ao nome "Moro".

A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula não foram acusados pela justiça no caso conduzido por Moro, embora muitos manifestantes não hesitem em relacioná-los ao escândalo.

AFP