As temperaturas de julho de 2019 foram as mais quentes já registradas globalmente, informou a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA), confirmando observações anteriores da União Europeia.

"Grande parte do planeta sofreu um calor sem precedentes em julho, quando as temperaturas subiram para patamares inéditos no mês mais quente já registrado", afirma o texto.

"O calor recorde também encolheu o gelo do Ártico e do Oceano Antártico", acrescentou a agência.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.