Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

As fotos rodaram o mundo e irritaram a família real britânica.

(afp_tickers)

A Justiça francesa se pronunciará nesta terça-feira (5) sobre o caso das fotos de Kate, mulher do príncipe William, da Inglaterra, fazendo topless, publicadas em 2012 pela revista de celebridades "Closer".

As imagens mostravam Kate e William na beira de uma piscina do castelo de Autet, uma luxuosa propriedade privada na Provence francesa. A duquesa usava apenas a parte de baixo de um biquíni preto e branco.

As fotos rodaram o mundo e irritaram a família real britânica.

Os duques de Cambridge exigem da revista francesa "Closer" 1,5 milhão de euros por danos morais - uma quantia à altura da "consternação" provocada pela publicação das imagens, explicou seu advogado Jean Veil.

Durante uma audiência em maio, o advogado leu uma carta, na qual William denunciava uma "violação da vida privada (...) particularmente dolorosa, já que reavivou o assédio que esteve na origem da morte de (sua) mãe".

A princesa Diana faleceu em um acidente de automóvel em Paris, em agosto de 1997, quando eram perseguida pelos paparazzi.

William e Kate não assistiram ao julgamento.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP