AFP

Katy Perry se mostrou como nunca durante uma maratona televisiva durante a qual permitiu que as câmeras entrassem em sua casa por quatro dias consecutivos

(afp_tickers)

Katy Perry se mostrou como nunca durante uma maratona televisiva durante a qual permitiu que as câmeras entrassem em sua casa por quatro dias consecutivos, em uma oportunidade ideal para falar sobre seus episódios de depressão e sua guerra a distância com Taylor Swift.

A cantora americana se submeteu voluntariamente a este "reality-show" como parte da promoção de seu novo disco, "Witness". Os fãs foram convidados a segui-la em sua casa de Los Angeles durante todo o fim de semana e até esta segunda-feira à noite nos Estados Unidos.

Assim, puderam ver a estrela pop cozinhar, dormir, fazer ioga, brincar com seu cachorro Nugget e falar com várias celebridades que a visitaram.

Mas, apesar desta abertura voluntária, Katy confessou que luta com a atenção a qual está permanentemente sujeita.

"Construí este personagem de Katy Perry que todo mundo conhece, e é a razão pela qual as pessoas estão interessadas por mim, mas é uma fachada", disse a jovem, cujo nome real é Katheryn Hudson, durante uma sessão de terapia em que caiu no choro várias vezes.

Durante o fim de semana, Katy também explicou que queria acabar com a sua rivalidade com Taylor Swift. "Eu a perdoo e sinto por tudo o que fiz. Espero o mesmo dela", disse.

As duas estrelas discutem a distância por vários bailarinos, que Taylor Swift acusa Katy Perry de ter roubado no meio de uma turnê.

AFP

 AFP