AFP

Líder norte-coreano Kim Jong-Un inspeciona teste de míssil

(afp_tickers)

O líder norte-coreano, Kim Jong-Un, supervisionou o teste de um novo sistema de defesa aérea, indicou neste domingo a agência oficial de notícias KCNA, em meio a tensões crescentes em razão dos recentes testes com mísseis de Pyongyang.

Nos últimos meses, o líder supervisionou vários exercícios militares, incluindo o disparo de um míssil balístico de médio alcance no domingo passado, enquanto Washington continua a pressionar Pyongyang a desistir de suas ambições nucleares.

KCNA informou que Kim "observou o teste de um novo sistema de armas antiaéreas", projetado para "detectar e bombardear diferentes alvos voadores de qualquer direção".

A agência de notícias oficial não especificou a data ou o local onde foi realizado o teste.

Pyongyang testou pela primeira vez o novo sistema em abril do ano passado, quando vários defeitos foram detectados, mas Kim indicou que este último teste permitiu verificar que todos esses defeitos foram "perfeitamente superados", segundo a KCNA.

A eficiência do sistema de defesa "para detectar e rastrear alvos melhorou notavelmente o sua pontaria também aumentou" em comparação ao ano passado, afirmou o líder norte-coreano.

Ao manifestar sua satisfação, Kim considerou que "deveria ser produzido em massa, para ser implantado em todo o país (...) e arruinar os sonhos do inimigo de dominar o ar".

A Coreia do Norte realizou dois testes nucleares e uma dúzia de lançamentos de mísseis desde que no ano passado começou a desenvolver um míssil capaz de transportar uma ogiva nuclear e atingir o território americano.

Os líderes do G7 alertaram no sábado que os testes com mísseis e armas nucleares da Coreia do Norte representam uma ameaça grave e garantiram que estão dispostos a tomar medidas adicionais para conter o país.

O presidente americano Donald Trump, que descreveu o líder norte-coreano Kim Jong-Un como "um louco com armas nucleares", prometeu que o problema "será resolvido."

AFP

 AFP