Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Sede da Suprema Corte do Kuwait

(afp_tickers)

Autoridades kuwaitianas determinaram a expulsão de cerca de 15 diplomatas iranianos, após a condenação de membros de um grupo "terrorista" por laços com o Irã - informou uma fonte do governo nesta quinta-feira (20) à AFP.

Além disso, ordenou-se o fechamento das missões "militares, culturais e comerciais" iranianas no Kuwait, acrescentou a mesma fonte, que pediu para não ser identificada.

A Suprema Corte kuwaitiana acaba de condenar o chefe dessa célula à prisão perpétua. Outros 20 de seus membros receberam diferentes sentenças por laços com o Irã e com o Hezbollah xiita libanês, assim como por terem planejado cometer atentados no país.

AFP