Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente do Curdistão, Massud Barzani (C), em Kirkuk, em 12 de setembro de 2017

(afp_tickers)

O presidente da regiao autônoma do Curdistão, Massud Barzani, pediu nesta terça-feira que o primeiro-ministro iraquiano Haider al Abadi, inicie um diálogo político, um dia depois do referendo de independência celebrado na comunidade autônoma.

"Peço a Haider al Abadi e aos demais responsáveis iraquianos que não fechem a porta ao diálogo porque é co o diálogo que resolveremos os problemas" explicou em um discurso televisado.

Antes, o primeiro-ministro iraquiano Haider al Abadi deu nesta terça-feira 72 horas às autoridades do Curdistão autônomo para que entreguem a Bagdá o controle dos aeroportos e fronteiras.

"O governo decidiu proibir os voos internacionais a partir de e para o Curdistão dentro de três dias se os aeroportos não forem entregues ao governo central", afirmou à imprensa.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP